quarta-feira

Casamento...


O casamento é o fim, depois de me casar nada mais poderá me acontecer . Imagine: Ter sempre um a pessoa ao lado , não conhecer a solidão. - Meu Deus! - não conhecer nunca, nunca. E ser uma mulher casada, quer dizer uma pessoa com destino traçado. Daí em diante é só esperar pela morte. Eu pensava: nem a liberdade de ser infeliz se conserva porque se arrasta consigo outra pessoa. Há sempre alguém que sempre a observa, que a perscruta, que acompanha todos o seus movimentos. E mesmo o cansaço da vida tem certa beleza quando é suportado sozinha e desesperada - eu pensava. Mas a dois, comendo diariamente o mesmo pão sem sal, assistindo á própria derrota na derrota do outro... Isso sem contar o peso dos hábitos refletidos nos hábitos do outro, o peso do leito comum, da mesa comum, da vida comum, preparando e ameaçando a morte comum, eu sempre dizia nunca.

(Clarice Lispector)

Um comentário:

Alguém... disse...

São trechos lindos, lindos...