domingo

De Drummond...



"... E sou meu próprio frio que me fecho
longe do amor desabitado e liquido,
amor em que me amaram, me feriram
sete vezes por dia em sete dias
de sete vidas de ouro,
amor, fonte de eterno frio,
minha pena deserta, ao fim de março,
amor, quem contaria?"

(Carlos Drummond de Andrade)

Um comentário:

Alexandre disse...

Não a conheço mas vejo que é lunática...
rs bom sentido